Telefones: 22-26232064
22-992273216 / 22-988363894

Cães Idosos - geriátricos - Perguntas e Respostas

 

É provável que os cães idosos tenham um ou vários problemas de saúde. No entanto, com a sua ajuda, poderão ter ainda à sua frente uma vida prolongada e confortável.

1- Qual é a idade considerada geriátrica para os pacientes caninos?
Os cães podem começar a manifestar alterações relacionadas com a idade dependendo do porte do cão:
Raças grandes ou gigantes: idosos – 6 a 8 anos de idade;  geriátricos  9 anos de idade
Cães de porte médio e pequeno: idosos 7 a 10 anos de idade; Geriátricos – 11 anos de idade
Pode ser evidente um declínio da condição geral do animal e uma aparência geral menos cuidada.

Leia mais...

Gatos Idosos - geriátricos - Perguntas e Respostas

É provável que os gatos idosos tenham um ou vários problemas de saúde. No entanto, com a sua ajuda, poderão ter ainda à sua frente uma vida prolongada e confortável.

1- Qual é a idade considerada geriátrica para os pacientes felinos?

Os gatos podem começar a manifestar alterações relacionadas com a idade entre os 7 e os 10 anos; a maioria dos animais manifesta essas alterações por volta dos 12 anos. Pode ser evidente um declínio da condição geral do animal e uma aparência geral menos cuidada.

2- Principais cuidados com os gatos idosos?

Leia mais...

“Puxar Penas”

A frase “puxar penas", arrancar as penas é comumente usada para descrever comportamentos que variam de cuidar suavemente até de forma excessiva, levando a automutilação. O gerenciamento dessa condição é freqüentemente desafiador. O puxar de penas raramente tem uma única etiologia, e é prudente explorar minuciosamente todos os possíveis fatores contribuintes, incluindo problemas médicos subjacentes. Uma boa comunicação sobre o “puxar as penas’ nos pássaros no início ajudará os proprietários a perceber que este é um comportamento complicado que é difícil de parar. O objetivo deve ser melhorar a saúde do pássaro e reduzir (ou eliminar) o comportamento, se possível.

Leia mais...

Geriatria

   

Os efeitos do envelhecimento sobre da população de pequenos animais é um fato recente, universal e inexorável. Suas causas são multifatoriais e suas consequências são igualmente importantes do ponto de vista da atuação do medico veterinário, pois nos últimos anos, a medicina de pequenos animais vem sofrendo uma grande revolução no que diz respeito a diagnóstico tratamento. A prevalência geral de doenças aumenta com o avançar da idade e cabe ao medico veterinário e o tutor investir na saúde preventiva objetivando o tratamento das afecções senis bem como uma oferta de qualidade de vida e bem estar ao animal. 

Leia mais...